20 de agosto de 2009

Crepe francês

Conforme o prometido na última postagem, hoje irei escrever e apresentar a receita do crepe francês.

Estamos acostumados com as comidas de rua no Brasil, como por exemplo, a charmosa coxinha de frango, o croquete, a lingüiça assada com pão, o churrasquinho de gato, um encanto só! Mas cá pra nós, Paris não combina com nossas excêntricas comidas de rua. Claro que Paris tem comida de rua, pois seguem a mesma lógica comercial do que em qualquer outra cidade do mundo, ruas agitadas por turistas frenéticos, pelos moradores fugindo destes turistas, trânsito intenso, efervescência cultural. O que pode gerar através desta equação? Se você respondeu fome, está no caminho certo, mas se sua resposta foi pessoas estressadas, aí você também está certo. Então o que fazer com isto tudo? Obviamente comer!

Fico muitas vezes imaginando a criação das coisas, e o crepe deve ter sido assim: um belo dia um francês estava sentado a beira do rio sena, ao fundo visualizava a famosa Torre Eiffel em um dia lindo de primavera, nossa que cenário. Bem este francês estava provavelmente com fome, pensou porque não fazer alguma coisa que contemplasse o apreciar da vista e ao mesmo tempo saciar a fome. Acredito que deva ter surgido o crepe assim, uma bela comida para apreciar e desfrutas das ruas de Paris. É obvio que vocês querem saber como eu imagino o surgimento do famoso churrasquinho de gato hehehe, não sou tão maldoso ao ponto de fazer uma relação direta entre a criação do crepe e a criação do churrasquinho de gato. Vocês pensam que sou louco? Que nada! Mas louco foi o cara que esta sentado na beira do rio Guaíba e teve a brilhante idéia de criar esta iguaria da culinária brasileira o churrasquinho de gato.

Falando sério agora, o crepe foi uma grata surpresa que encontrei em Paris. Com sua textura macia, adocicada e muito saborosa, esta comida se pode encontrar em qualquer lugar, da barraquinha mais simples ao restaurante mais chique. Os crepes mais conhecidos são os de queijo e os de creme de chocolate com avelãs vulgos nutellas. São feitos em chapas redondas, não muito aquecidas para dourarem por inteiro e são fechados em forma de “V”. A massa possui um leve sabor de baunilha, que pode ser corrigido com sal caso o crepe seja de queijo ou qualquer recheio salgado.

A receita que fiz foi sem baunilha, mas com uma pitada de açúcar.

Receita de crepe.

1 pitada de sal
1 pitada de açúcar

250ml de leite
manteiga
12 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 ovos

Bata os ovos com o sal e o açúcar. Junte a farinha, misturando manualmente os ingredientes. Adicione aos poucos, o leite e continue a bater até obter uma massa lisa e homogênea. Deixe a massa descansar por cerca de 30 minutos. Após, bata a massa por mais alguns instantes.

Aqueça uma frigideira, unte a frigideira com manteiga. Despeje uma concha da massa na frigideira, leve ao fogo brando. Quando a parte inferior estiver assada vire o crepe. Recheie o crepe ainda na frigideira e dobre ao meio. E pronto, pode servir seu crepe.

Para o recheio sugiro que façam de queijo, chocolate e usem a imaginação!

Amanhã vou apresentar o mais novo membro do meu blog! Não percam.

Um ótimo fim de tarde!

2 comentários:

Glenda Dimuro disse...

Ooo Marido. Vê se faz umas fotos ai do processo de preparação das receitas. Já sei que a mulher agora tá armada de uma super reflex...coloca ela no trabalho! :)

Patrícia disse...

Adorei o Blog :)

eu adoro cozinhar e gostaria de saber se vc conhece uma receita francesa que chama Omelette a la Novergienne.Queria muito essa receita, mas não acho na internet, caso vc tenha divulgue, por favor.

Beijos