24 de novembro de 2009

Tapa Espanhola – 1ª Parte

Na noite da última sexta-feira (20/11) ocorreu uma noite de Tapas aqui em casa! Podem ficar tranqüilos que não teve briga, muito pelo contrário, teve festa e das boas. Os Sevilhanos Glenda e Paulinho, agora quase lisboetas, passaram o final de semana aqui em casa. Para fazermos uma festa completa tínhamos que pensar na comida é claro, afinal de contas este é um blog de gastronomia e não de tititi. Logo uma breve reunião gastronômica decidiu-se, com ata registrada em cartório, que iríamos realizar uma noite de Tapas.

Existem várias versões sobre as Tapas espanholas. Uma delas, a que defende o Paulinho, é em relação a um Rei Espanhol que mandou que os lugares que tivessem bebidas alcoólicas oferecessem aos seus clientes uma porção de comida, para que estes não ficassem bêbados. Outra versão é referente aos bares que tapavam os copos com um prato para não entrar bicho. Para o prato não ficar vazio eles colocavam uma porção de comida, por isso o nome Tapa. Em ambas as explicações da origem das Tapas estas eram dadas para quem pedisse uma bebida. Esta tradição vem se mantendo na Espanha ao longo do tempo, e as tapas já se tornaram uma comida tipicamente espanhola. Só que no mundo capitalista em que vivemos da pós-modernidade dentro da complexidade paradigmática (sai sociólogo deste corpo que não te pertence... hehehehe), dificilmente encontra-se bares fornecendo Tapas gratuitamente.

Nesta noite resolvemos então fazer um festival de Tapas a seis mãos. Mas como assim seis mãos e as da Marina? Como a Marina estava trabalhando no momento que decidimos fazer as Tapas a única coisa que ela pôde contribuir foi cantar entre “Tapas e Beijos”.

A Glenda fez Tapas de Gambas ao ajillo.

O Paulinho fez Tapas de Pollo al alioli.

Eu, Marido Sanduíche, fiz Cogumelos Rellenos, ou seja, recheados, uma receita já postada neste blog.

As outras duas estarão no blog a partir de amanhã.
Abraços a todos.


Um comentário:

Glenda Dimuro disse...

Me manda as fotas maridoooo...

Tapas só no nome, né? hahaha, porque a quantidade era de uma ración! :)